• Rogério

Estilos cartográficos ESRI

Durante o MOOC Cartography, promovido pela ESRI Training, tive a oportunidade de descobrir vários estilos de cartografia avançados, no sentido de criar os mapas temáticos propostos nos exercícios do curso.


A fim de melhorar as minhas habilidades técnicas no manuseamento do ArcGIS Pro, decidi usar os dados cartográficos de Massachusetts, cedidos no curso, e apliquei vários desses estilos cartográficos da ESRI.

Alguns deles bem originais e divertidos.


Vou falar de seis desses estilos.

Todos nós temos um pouquinho de aventureiros e quando a nossa imaginação nos leva a viajar até às montanhas de Mordor e aos verdejantes campos do Shire, como um dos guerreiros da Irmandade do Anel e/ou ao lado John Snow, lutando pelo domínio territorial dos Sete Reinos de Westeros, acabamos sempre por ficar perdidos nos nossos fantásticos pensamentos e nos nossos mapas mentais que tentamos criar.

E aí pensamos:

"- Bom, era ter um mapa!"


O estilo My Precious é o ideal para o mundo fantástico que por vezes pretendemos recriar na cartografia. Ao mesmo tempo, é interessante usarmos este estilo com dados temáticos da nossa realidade territorial. Tornar o real em algo fantástico e com este grafismo pode ser muito divertido.

Neste estilo terás que dar uma especial atenção para os elementos naturais, como florestas, montanhas, planícies, desertos, rios e lagos. E ainda aplicar um lettering particular que se ajuste ao mapa, tal como no fantástico mapa da Midle Earth, imaginado por Tolkien.



Quando era mais jovem, em trabalhos manuais, recordo de ter feito vários trabalhos em bordado. Eu adorava bordar e ver o resultado final de todo o trabalho que tive.

A minha mãe sempre me dizia:

"- Um bom bordado é bonito e perfeito dos dois lados.”

Em cartografia, com o estilo Sampler já não terei que me preocupar com os dois lados. Terei sim outras preocupações: como tornar o mapa legível, mais simples possível e não se parecer com um novelo emaranhado de linhas.

Proponho que explores este estilo e testa a variada simbologia disponível.

Terás vários tipos de ponto em bordado à escolha para te divertires.




A técnica de produzir e/ou criar arte em feltro está muito na moda por parte de costureiras e artesãos. Em cartografia podes entrar nessa onda, usando o estilo Felt.

Confesso que gostei deste estilo para aplicar como base cartográfica do mapa. Para grandes unidades geográficas, como países/regiões e/ou oceanos e lagos.

Para algo mais pormenorizado, este estilo, como é óbvio, pode perder a finalidade essencial, a de leitura da mensagem do próprio mapa.



Em pequeno o meu irmão ofereceu-me um conjunto de aguarelas.

Tenho ideia que tinha muito jeito, principalmente, para borrar toda a folha.

Com o estilo Watercolor não terás esse problema. Podes pintar, pintar e repintar, até obteres o teu mapa em aguarela perfeito! Digno para expor numa galeria de arte.

Neste estilo os padrões disponíveis são variados e multicolores, oferecendo uma panóplia de opções para simbolizar cada um dos elementos, seja ele ponto, linha ou polígono.



Há quem diga que brincar com LEGO é para crianças, mas a verdade é que acaba por ser uma brincadeira para todas as gerações. Ele estimula a nossa capacidade criativa e de concentração.

Podemos hoje nos divertir com LEGO sob várias formas. Uma delas, com o Brickifier.

Sugiro que testes os resultados da conversão em várias regiões do mundo.

Se pretendes explorar o estilo no ArcGIS Pro, sugiro a consulta deste artigo, de John Nelson.



Por fim, o estilo Pirata.

Imagina que pretendes criar um mapa de caça ao tesouro para os teus filhos e o teu talento artístico é como meu: “bater palmas aos artistas”.

Com o Pirate Style podes criar mapas muito divertidos e apresentar os dados de uma forma adaptada a esta temática. Além disso, podes mesmo dar a ideia de um mapa danificado e esfarrapado, como todos os mapas piratas, assim como este.

Ao mesmo tempo, deves ajustar o lettering ao grafismo (pesquisa pirate fonts) e usa elementos simbólicos (rosa dos ventos, barcos, tesouros, caveiras, etc.) para melhorar o aspeto gráfico final do teu mapa.



Todos estes mapas foram elaborados por mim, no âmbito do MOOC Cartography, para fins pedagógicos e de prática de manuseamento do software.


Os estilos de cartografia apresentados foram desenvolvidos por John Nelson, para o ArcGIS Pro da ESRI. Aconselho a visitar o seu site adventuresinmapping.com e a seguir as suas redes sociais, em especial, o seu canal de youtube, onde disponibiliza vários tutoriais sobre cartografia e mapas elaborados nestes e noutros estilos, usando as mais variadas técnicas. (Thank you John Nelson).


Sustenta o sustentável 🍀

Rogério

Geógrafo

Linkedin

  • Preto Ícone Twitter
  • Preto Ícone LinkedIn

© 2020 Georden   |   georden@gmail.com   |   Política de Privacidade

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now