• Rogério

Aldeia Pintada

Um lugar singular e com muito para contar


Aldeia da Torre, fevereiro de 2022.


Conheci a aldeia da Torre por caso. Um belo acaso.

Costumamos dizer que nada é por acaso e, realmente, ainda bem que assim foi.

Vinha eu em alta performance velocipédica (pois ia a descer), de Fátima rumo a Leiria, e atravesso ruas e ruelas de mais uma aldeia, como tantas as outras.


Mas nessa aldeia houve algo que despertou a minha atenção, imagina só, uma cabra!

Sim, uma cabra pintada. Um pouco mais à frente outra cabra e mais outra, num total de quatro cabras que consegui ver nesse dia, como estivessem a olhar para mim.


Decidi abrandar a marcha, redobrar a minha atenção e olhar para todas as casas, várias em ruínas e em avançado estado de abandono, mas conforme me afastava da aldeia, não avistei mais nenhuma cabra do rebanho.


Ao chegar a casa, sempre exploro o Google Maps, para ver por onde andei e marcar locais que vi e que quero voltar a ver. Foi nessa ferramenta digital que percebi o porquê de uma aldeia ter tantas cabras pintadas nas suas paredes. Na sinalética rodoviária está identificada como "Torre", na sua antiga toponímia era "Torre da Magueixa", hoje é conhecida pelo nome de um projeto cultural, a "Aldeia Pintada".


E é deste projeto que vou falar, para te dar a conhecer a sua bela aldeia.

Vamos lá?


O projeto

A ideia do projeto surgiu da vontade de um grupo de jovens em documentar o património cultural da sua aldeia, a Torre da Magueixa (no concelho da Batalha), de forma a utilizar como estímulo para diversas performances de criação artística.


Então, decidiram criar o projeto cultural Aldeia Pintada para reunir as histórias, as lendas, os cantares ou as tradicionais vivências, recolhidas em diálogo com os habitantes mais velhos, com o intuito de criar uma base fundamentada para realizar várias intervenções na área da pintura (em murais, nas casas da aldeia e não só), no vídeo, na música ou em instalações.



"Para além de presentear as pessoas da terra, este projeto pretende também dar a conhecer melhor o lugar ao forasteiro que por ali passa, valorizando a memória e identidade local ou, simplesmente, trazer cor à aldeia."

@aldeiapintada, 2021



Aldeia da Torre, fevereiro de 2022.



O mapa

Neste mapa digital, criado no Google Maps, é possível identificar os principais locais onde já decorreram intervenções artísticas, no âmbito do projeto Aldeia Pintada. Até à data da publicação deste artigo, ainda não se encontra identificado o mural da "Composição A Escola", pintado na Escola Primária da Torre.

Mapa da Aldeia Pintada, com os murais artísticos georreferenciados.



O Lugarinho da Torre

Um álbum musical que pretende valorizar e salvaguardar o património oral da aldeia da Torre. Poderás encontrar "O Lugarinho da Torre", disponível online, nas diversas plataformas digitais, em especial, no youtube.com.

Durante a visita à aldeia, poderás escutar alguns dos murais a cantar, com recurso à leitura do QRCode.

O Lugarinho da Torre.



O desafio


"As cabras do Zé Vieira

Andam pela Torre a pastar

Dos vales à Barrosinha

32 podes encontrar."

@aldeiapintada, 2021


As cabritas, fevereiro de 2022.


Vai à descoberta desta pitoresca aldeia e tenta encontrar todo o rebanho de cabras do Sr. Zé Vieira, aproveita e vai até ao miradouro da Barrosinha que tem um baloiço daqueles da moda e contempla uma fantástica vista da aldeia e da sua região.


"A vista é mais bonita

em tardes solarengas

se o céu estiver limpinho

até se vêem as Berlengas."

@aldeiapintada, 2021



+ info

ALDEIA PINTADA

facebook | instagram | youtube

"Há paredes na Batalha que contam a história das suas aldeias" (publico.pt)



Sustenta o sustentável 🍀


Rogério Madeira

Geógrafo

Linkedin

79 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo